Actions

Work Header

Alien

Work Text:

Shaolin era um Alien e odiava isso.

Não era como se ele não soubesse, quer dizer, desde que seus olhos cruzaram com o bendito poeta ele se sentiu encurralado; preso em si mesmo.

Ele não podia, era errado

Ezekiel nunca ligaria para si.

O amigo não era como ele, nunca seria.

Dizzee talvez fosse o único a entende-lo, afinal, o parceiro também era como si e Shaolin invejava isso

Ele invejava a coragem do outro, invejava sua liberdade.

Diferente de Shaolin, Dizzee pareceu aceitar quem era, mesmo que isso lhe custasse algumas amizades e um espaço naquele planeta tão estranho.

Mas...com ele era diferente.

Shaolin não tinha opção, nunca teve.

Ele estava preso, nasceu preso.

Sua fama de garanhão era a única maneira de se manter dentro de si, dentro daquilo que fingia ser; que queria ser.

O DJ já estava cansado.

Seu amado nunca manteria os olhos em si e a mulher que o acompanhava fazia questão de frisar isso, o deixando em um limbo ainda mais profundo.

O jovem tinha um sonho, um hilário e fantasioso sonho: talvez um dia as ruas do Bronx não fossem tão perigosas, talvez um dia conseguisse sair das garras sujas de Annie e se dedicar inteiramente a música. Talvez em um ensolarado e maldito dia pudesse se libertar e mostrar ao mundo sua face esverdeada.

Quem sabe um dia seus companheiros de galáxia pudessem vaguear como quisessem, sendo quem são; alienígenas e astronautas juntos, sem preocupações.

Mas, enquanto o sonho se mantinha apenas em seus delírios, ele continuava ali; preso em um ninho de gaviões, cobrindo seu brilho com suas jaquetas vermelhas e torcendo para que em um fatídico dia seu astronauta surgisse no espaço, pronto para libera-lo de sua apertada e sufocante nave.

Afinal, Shaolin era um alien, um estranho alien de cartola.